# 42 – Ler


signac_paul_still-life-with-a-book-and-oranges

Hoje, que tantos meios e modos de informações existem disponíveis, ler permanece essencial.Fonte de entretenimento, de aprendizagem. Desafios a confrontar, peças a recolher e a juntar. Amplia o que se sabe, possibilita a aquisição e o desenvolvimento. E diverte, recria, entretém. É uma espécie de fitness mental, de ginástica e trampolim.

Etimologicamente, ler deriva de lego, que significa recolher, apanhar, escolher, captar com os olhos.Para outros autores, vem do latim legere, com os sentidos de soletrar, de colher e de tirar sentidos ocultos. Exige ou requer que se saiba ler, evidentemente.E todos os seres humanos são capazes de ler, de aprender a ler. Mesmo que décadas depois de se ter iniciado na leitura, se possa dizer, com Goethe: “Muitos não sabem quanto tempo e fadiga custa aprender a ler. Trabalhei nisso 80 anos e não posso dizer que o tenha conseguido”.

Ler requer aprendizagem. Ficar com os lidos requer memória. Deleitar-se com o que lê, requer um treino do gosto. É que ler não carece de finalidade específica (sim, também se lê porque se deve, porque se tem um estudo a fazer, porque se quer fundamentar algo mas não apenas…). Mais do que ler palavras, é preciso descortinar as unidades de pensamento, as metáforas e os sentidos implícitos, esclarecer as ideias de fundo.

A familiaridade com certos estilos de escrita (e o nosso estilo de leitura) faz com que ler alguns livros seja reecontrar os autores, ajude a ser capaz de perceber quando se tem de parar de ler e ficar a revirar as ideias lidas. A transformar. Que quem dá sentido ao que lê, é o Leitor.

Na formação de cada pessoa, de cada cidadão, a leitura mostra-se como uma das vias de acesso à construção do conhecimento. Especialmente, se depois se conversa e dialoga acerca do que se leu.


(imagem: Paul Signac, Still Life with a Book and Oranges)

3 thoughts on “# 42 – Ler

  1. … por isso é que eu sinto aquela necessidade de falar/partilhar aquilo que vou lendo…
    Faz sentido para mim!!! Realmente não consigo ler e ficar com o que li só para mim! às vezes questiono-me se será insegurança ou se é “normal” que assim seja.
    Por outro lado, há que escolher as pessoas com quem partilhamos essas leituras, pois podem pensar que nos estamos a exibir, ou não nos compreendem. Terei sido clara a expressar esta ideia?
    Obrigada pela escuta relativa às minhas leituras e evolução no meu saber!!

    CD

    Gostar

  2. Pingback: “temos pena” | Conversamos?!...

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s