café…

an average of 1400 million cups of coffee are consumed every day around the world…

já agora, vale a pena passar os olhos em coffee and your health –

o café aumenta o estado de alerta, estimula a respiração, é rico em antioxidantes, reduz as cefaleias, tem função diurética e melhora a função cerebral.

Nota “menos”: a maior parte dos artigos referem 3 a 5 chávenas/dia….

Anúncios

de + elos e Google +

Carreguei umas fotos na web do Picasa, algo que andava há um tempo para fazer. Descobri que um link produz-se per si, foi fazer copy-paste (optar por embebed ou url) e trazer para os widgets deste blog (estão na barra lateral…).

Blog este que, sendo do WordPress, tem uma opção de divulgação dos post’s no Facebook. E como os perfis do Google juntam todas as aplicações, liga-se o Gmail, o Reader, o Docs, o Wave…Por outro lado, pode reunir-se numa só aplicação todos os «conectores», que o Digsby poupa trabalho (e agrega MySpace, Facebook, Twitter, Linkedln, MSN, Yahoo, Hotmail,….!).

Estes dias, tem sido tema de conversas o Google+. Melhor dizendo, o Google Plus, mais uma (tentativa) de rede social do Google – que antes esteve o Wave, antes o Buzz e antes o Orkut.

Não deixem de ler  o artigo do Exame informática

“Há sempre uns «early adopters»… “Os newsgroups eram giros até surgir o spam. O IRC era giro até aparecerem os Zézés Camarinhas do online. Os blogs eram giros até aparecerem os anónimos. O Facebook era giro até aparecer o Farmville. O Twitter era giro até aparecerem os colecionadores de cromos.”

O Google Plus está neste momento no início e cresceu 20 milhões de utilizadores em pouco mais de 2 semanas… Veremos…

Sinais de (ir)relevância

Costumo dizer que falar em filosofia, dá azo, frequentemente, a um franzir de sobrolho.Não tem grande reputação e foi, há uns anos, retirada dos exames nacionais de acesso – do modo como vejo, porque a valorização é mais do contável e do fazível, não parece ter-se dado assim tanta importância ao pensar.

Hoje, li um texto curioso, em que o sinal dado para a “irrelevância da filosofia”, não obstante os grandes nomes do século XX (como Husserl, Heidegger, Wittgenstein, Ricoeur,  entre outros), é que nenhum filósofo recebeu prémio Nobel. “Criado em 1901, há Nobels de física, de química, de medicina (ou fisiologia), de literatura, de paz e de economia (este, desde 1969), e nenhum de filosofia.” (cf. aqui)

Nota curiosa que 4 filósofos tenham sido homenageados com Nobel. Rudolf Eucken (mestre de Max Scheller), Henri Bergson, Bertrand Russel e Jean-Paul Sartre (que declinou).  Mas tratou-se do Nobel de Literatura…