Publicado em «histórias com sentido»

«moral da história» ou histórias com sentido – 12: o velho lenhador

Era uma vez…  um velho lenhador, conhecido por vencer sempre os torneios em que participava e que foi desafiado por um lenhador jovem e forte para uma competição. Isto chamou a atenção de todos os moradores da localidade e muitos acreditavam que possivelmente o velho perderia a condição de campeão dos lenhadores, em função da grande vantagem física do jovem desafiante.

No dia marcado, os dois lenhadores começaram a disputa, na qual o jovem se entregou com grande energia e convicto de que seria o novo campeão.

De tempos em tempos olhava para o velho e, às vezes, percebia que ele estava sentado. Pensou que o adversário estava velho demais para o desafio e continuou a cortar lenha com todo vigor.

No final do prazo estipulado para a competição, foram medir a produtividade dos dois lenhadores e pasmem! O velho vencera novamente, por larga margem, aquele jovem e forte lenhador.

Intrigado, o moço questionou o velho:
– Não entendo, muitas vezes quando eu olhei para o senhor, durante a competição, notei que estava sentando, descansando, e, no entanto, conseguiu cortar muito mais lenha do que eu, como pôde??!!

– Engano seu! Disse o velho. Quando me via sentado, na verdade, eu estava a amolar o meu machado. E percebi que você usava muita força e obtinha pouco resultado.

Assim como o jovem lenhador acreditava que o vigor e a força física eram suficientes, muitas pessoas também acreditam que a competência técnica seja suficiente para realizar suas tarefas na organização. Como o velho lenhador, que “sabia” ser necessário amolar o machado periodicamente, para desempenhar a tarefa com sucesso, o profissional eficaz sabe que “amolar o machado” significa trabalhar motivado e bem humorado, comunicar de maneira adequada e usar a criatividade para inovar, procurando novas e melhores soluções para os problemas que surgem no dia a dia.

———————————–

11 – O velho e as varas

10 – O copo e o lago

9 – Da janela

8 – Desejo-te o suficiente

7 – O menino e a borboleta

6 – Chocolate quente

5 – Pedras na praia

4 – A cobra e o pirilampo

3 – O Amor e a Loucura

2 – O monge e o escorpião

1 – A cenoura, o ovo e o café

Autor:

LN é sigla de Lucília Nunes. Este blog nasceu no Sapo em 2001. Esteve no Blogspot desde 01.01.2005. Importado para Wordpress a 21.10.2007. Ligado ao FaceBook desde 13.12.2010.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s