Pensamento do dia

IMGP7976

“A memória é o género que se atreve a dizer o seu próprio nome. A biografia diz-nos “És o que foste”. O romance diz-nos “És o que imaginas”. A confissão diz-nos “És o que fizeste”. Mas biografia, confissão ou romance requerem memória, pois a memória, diz Shakespeare, é a guardiã da mente. Uma guardiã, diria eu, que se radica no presente para olhar com uma face o passado e com a outra o futuro. ”

Carlos Fuentes

(2003) Gabo: Memórias das memórias. Lisboa: Publicações D. Quixote.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s