# 1073 | Excerto do dia

capa

Aqui eu aprendi que viajar é olhar. E, por isso, eu continuo a olhar, para que a viagem não acabe nunca. Sei que muitas vezes, talvez, a luz que guia o meu olhar apagar-se-á e o mundo ficará só de sombras. Porque nada é eterno, nem a luz, nem Roma, nem o esplendor dos dias felizes. Mas, mesmo então, fechando os olhos, eu direi, à maneira de Neruda: “Confesso que vivi”.

Miguel Sousa Tavares, Não se encontra o que se procura

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s