ao som de Lazarus, de Bowie

Muitos artigos hoje recordam os passos da história de David Bowie, alguns com uma escrita notável, como “Morreu David Bowie, um dos maiores ícones da cultura popular”, no Público.

Mais do que da música, apesar de gostar muito de (algumas das) músicas, sempre apreciei o estilo, de homem livre, adiante e à margem do seu tempo, provocador, “o camaleão”, a desafiar os estereótipos e os rótulos, que o fixássemos nesta ou naquela fase.

Collage bowie

Lazarus

Look up here, I’m in heaven

I’ve got scars that can’t be seen

I’ve got drama, can’t be stolen

Everybody knows me now

Look up here, man, I’m in danger

I’ve got nothing left to lose

I’m so high it makes my brain whirl

Dropped my cell phone down below

Ain’t that just like me

By the time I got to New York

I was living like a king

Then I used up all my money

I was looking for your ass

This way or no way

You know, I’ll be free

Just like that bluebird

Now ain’t that just like me

Oh I’ll be free

Just like that bluebird

Oh I’ll be free

Ain’t that just like me

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s