Academic Ranking of World Universities – 2016 (e 2015)

Screenshot_1

A Classificação Académica das Universidades Mundiais 2015 (Academic Ranking of World Universities, ARWU) foi divulgada hoje pelo Centro de Universidades de Classe Mundial da Universidade de Jiao Tong de Xangai.

EM 2015

Olhando os países, no mapa do mundo, estamos a falar de uma distribuição de 500 universidades por 42 países. Os primeiros 20 lugares são de Universidades nos Estados Unidos (16 ), Reino Unido (3) e Suiça (1).

Screenshot_2

“A Universidade de Harvard continua a ser número um no mundo pelo 13º ano, e as outras universades de 10 melhores são: a Stanford, o MIT, a Berkeley, a Cambridge, a Princeton, o Caltech, a Columbia, a Chicago e a Oxford.

Na Europa Continental, o Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH Zurich) (20ª) na Suíça ocupa o primeiro lugar, e a Universidade de Copenhague (35ª) na Dinamarca ultrapassa a Universidade Pierre e Marie Curie (36ª) da França como a 2ª melhor universidade nesta região.

A Universidade de Tóquio (21ª) e a Universidade de Quioto (26ª) mantêm as suas posições de liderança na Ásia. A Universidade de Melbourne (44ª) encabeça outras universidades na Oceânia.

A Universidade de Warwick (92ª) no Reino Unido entra na lista das 100 melhores universidades pela primeira vez.

No total há 11 universidades que se introduzem na lista das 500 melhores universidades em 2015, entre os quais a Universidade de Tecnologia da Queenslândia da Austrália e a Universidade de Tecnologia de Sharif do Irão fazem suas primeiras aparições.

O Centro de Universidades de Classe Mundial também lança a Classificação Académica das Universidades Mundiais 2015 por Grandes Áreas Temáticas (ARWU-FIELD) e a por Áreas Temáticas (ARWU-SUBJECT). As 200 melhores universidades em cinco grandes áreas temáticas e em cinco áreas temáticas selecionadas são enumeradas, onde as 5 melhores universidades são:

Vendo o ranking completo, das 500 universidades, por países com Universidades no ranking, estão:

Estados Unidos, 146

Alemanha, 39,

Reino Unido, com 37,

China, com 32,

França, com 22,

Canadá, Austrália e Itália com 20,

Japão, com 18

Espanha com 13,

Holanda, Coreia do Sul, com 12,

Suécia, com 11,

Bélgica, Suiça, com 7,

Áustria,  Finlândia, Israel e Brasil, com 6,

Dinamarca, com 5,

África do Sul e Arábia Saudita com 4,

Irlanda, Portugal e Noruega, com 3,

Chile, Hungria, Grécia, Polónia, Irão, Malásia, Rússia, Nova Zelândia, com 2,

República Checa, Sérvia, Eslovénia, Egito, Índia, Turquia, México, Argentina, com 1.

Dos 42 países, 9 totalizam 354 universidades (Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, China, França, Canadá, Austrália, Itália e Japão), enquanto 17 têm 1 ou 2.

Nos ranking das 500 melhores há 3 universidades de Portugal, em 201, 301 e 401 lugares.

Screenshot_5

EM 2016

 

Screenshot_1

“Harvard University remains the number one in the world for the 14th year. Berkeley raise from the 4th to the 3rd. Oxford soars from the 10th place to the 7th. ETH Zurich (19th) takes first place in Continental Europe, and University of Copenhagen (31st) in Denmark overtakes Pierre & Marie Curie (39th) in France as the second best university in this area. In Asia, University of Tokyo is back to Top 20 but Kyoto University drop from 26th to 32nd. University of Melbourne (40th) tops other universities in Oceania, followed by University of Queensland (55th).”

There are totally 9 universities breaking into the Top 100 list in 2016, among which Tsinghua University, Peking University, Monash University, National University of Singapore, Mayo Medical School and the University of Texas M. D. Anderson Cancer Center make their first appearance in the Top 100. This is also the first time for China and Singapore to have Top 100 universities in the world.

In total, 27 universities have made it into the Top 500 list for the first time.”

Voltando a ver por países,

Estados Unidos, 137 (-11)

Alemanha, 38 (-1)

Reino Unido, com 37 (=2015)

China, com 41 (+11)

França, com 22 (=2015)

Austrália,  23 (+3)

Itália (-1) e Canadá (-1) com 19

Japão, com 16 (-2)

Espanha com 12 (-1)

Holanda, com 12 (=2015)

Suécia  (=2015), Coreia do Sul (-1), com 11

Suiça, com 8 (+1)

Bélgica, com 7 (=2015)

Finlândia e Brasil, com 6 (=2015)

Dinamarca, Áustria (-1), Israel (-1) e Portugal (+2) com 5

 

Nova Zelândia (+2), África do Sul e Arábia Saudita com 4

Malásia (+1), Rússia (+1), Irlanda e Noruega, com 3

Hungria, Grécia, Polónia, Irão, com 2 (=2015)

Chile (-1),  Sérvia, Eslovénia, Estónia, Egito, Índia, Turquia, México, Argentina, com 1.

O comparativo com 2015 é interessante, sendo elevada a mobilidade de países como os Estados Unidos e a China.

Quanto a Portugal, a UL subiu a 151 (notável!), a UP e a UC mantiveram e entraram Aveiro e Minho, no ranking 401-500.

Screenshot_2

Nas performances das IES de Portugal, Aveiro e Minho marcam início e o desenvolvimento foi:

Universidade de Lisboa

Screenshot_6

Universidade do Porto

Screenshot_5

Universidade de Coimbra

Screenshot_2

 

 

 

2 thoughts on “Academic Ranking of World Universities – 2016 (e 2015)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s