[Lendo] 325 | Leisure Hours, John Robertson Reid

leisure-hours_john-robertson-reid

Anúncios

Travelers, 2016 [Show Case & Netflix]

Uma série que passa despercebida, porque não teve (espante-se!) quase nenhum marketing associado. Travelers, Showcase & Netflix, Canadá.

A série foi idealizada e escrita por Brad Wright que é co-criador da antiga série Stargate SG-1 e conta com Erick  McCormack (que conhecemos de Perception), MacKenzie Porter, Nesta Cooper, Jared Abrahamson e Reily Dolman nos papéis principais. Uma equipa, cinco personagens, cada uma com uma finalidade e um conjunto de habilidades especiais.

Centenas de anos no futuro, os seres humanos descobriram como enviar a consciência de volta no tempo, para dentro de pessoas que vivem no século XXI. coincidindo com a hora estimada de morte. Esses viajantes assumem os corpos e as vidas de outras pessoas, enquanto tentam salvar a humanidade de um futuro terrível.

travelers_cast

Não deixa de ser curioso um viajante chegar e ter de encontrar razões para não saber detalhes da sua vida (concussão, amnésia, etc…) ou encontrar um vício que não se sabia que o host tinha. Assumem a vida da pessoa, com base em informações que recolheram das redes sociais – mas assim que o viajante assume a vida do hospedeiro fica cada vez mais claro que as informações não são suficientes para que eles executem as suas missões ao mesmo tempo em que se fazem passar por outras pessoas.

Há bastante séries com a ideia de viagem no tempo, basta lembrar de 12 Monkeys, 11.22.63,  Timeless e Frequency. Mas Travelers é diferente porque não existem máquinas ou objetos que façam a viagem e por não permitir a visualização ou o conhecimento da realidade futura de onde se parte. Apenas sabemos que o destino não será positivo pois o que move os travelers é o interesse em mudar o curso do passado.

O piloto da série é simples e apresenta os personagens, e, mais especificamente, a chegada da consciência das pessoas do futuro nos corpos hospedeiros da atualidade. Sim, uma das particularidades da série é que os viajantes não chegam com um corpo físico e nem é mostrado de onde vieram, sendo apenas sugerida a chegada. A maneira utilizada para isso foi simples e funcionou, é exibido um cronómetro decrescente, em que zero é a hora da morte de cada hospedeiro. No momento zero, o viajante chega…

character-s01-grant_maclaren3 character-s01-trevor_holden3carlycharacter-s01-marcy-warton2-16x9   philip