“Descia eu” à Caverna

the cave of sleep, PavelTchelitchew (trazido de Bibliokept)

É amplamente conhecida a Caverna de Platão – ou a alegoria da caverna. “A alegoria, que contrasta fortemente os regimes de luz e sombra, como
equivalentes simbólicos de realidade e aparência, focaliza intencionalmente
uma das extremidades da caverna, onde se alojam os homens acorrentados,
forçados a mirar fixamente para a parede à frente, em que são projetadas
imagens de objetos.(…) ‘Descia eu’ é uma alusão premonitória da mais divulgada imagem dos diálogos de Platão, ou seja, a alegoria da caverna, do Livro VII (514 A-517 A). A existência humana ordinária assemelha-se ao destino dos prisioneiros, encerrados numa caverna onde não chega o sol, enquanto o filósofo é alguém que sai da caverna para uma área intensamente iluminada. Terminada sua narrativa, Sócrates explicita as correspondentes aplicações: o filósofo deve ser selecionado de entre as outras pessoas, deve ser educado e, depois, incitado a regressar para orientar os que ficaram.” (os bastidores da caverna de Platão)

é preciso iluminar as metáforas do mundo subterrâneo.

Autor: LN

LN é sigla de Lucília Nunes. Este blog nasceu no Sapo em 2001. Esteve no Blogspot desde 01.01.2005. Importado para Wordpress a 21.10.2007. Ligado ao FaceBook desde 13.12.2010.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: