Publicado em 7ª arte, Chapéus

7ª arte e chapéus

No início de Green Book, um chapéu (de Joey Loscudo) está no centro de uma confusão, armada por Tony Lipp. No fim de contas, o incidente só serve para mostrar parte o perfil do segurança/ relações públicas.

Ao ver a cena, lembrei-me de outros chapéus de filmes, bastante famosos (o que não pareça que este chapéu venha a ser…).

OK, atrás no tempo, Humphrey Bogart em Casablanca (1942) e o Estranho (Clint Eastwood) em O Estranho Sem Nome (1973),

Indiana Jones (Harrison Ford) em qualquer dos filmes da saga (1991-2008), Allan Quatermain (Sean Connery) em The League Of Extraordinary Gentlemen (2003)

Tristan Ludlow (Brad Pitt) em Legends Of The Fall (1994), Samuel (Tommy Lee Jones) em The Missing (2003),

Drover (Hugh Jackman) em Australia (2008), e o papel do chapéu (Matt Damon) em The Adjustment Bureau (2011)

Gene Hackman em The French Connection (1971), Captain Jack Sparrow (Johnny Deep), em qualquer dos Piratas das Caraíbas (2003-2017),

o Chapeleiro de Alice in Wonderland (2010) , Ron Woodroof (Matthew McConaughey) em Dallas Buyers Club (2014), 

The Sorting Hat, de Harry Potter (2001-2011), Jude Law em Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald (2018)

e, claro, o de Gandalf (Ian McKellen), na saga Senhor dos Anéis (2001 – 2003) e Hobbit (2012-2014).

Mais chapéus?! 🙂