Abro-te a porta do poema

Abro-te a porta do poema; e tu
espreitas para dentro da estrofe, onde
um espelho te espera.

Nuno Júdice

(Foto LN, Sesimbra)

Anúncios

Citação d’outros blogues – “Mandamentos da blogoesfera”

Encontrei no Abrigo de Pastora e, mesmo tendo alguns anos, mantêm-se muito actuais…

Mandamento número – 29 da blogosfera

 Jamais expor a intimidade. Freud situou a apropriação da noção de pudor na mais tenra infância, mas parece que há adultos que não entendem que, quer a sua vida íntima seja “feliz” ou “infeliz”, a sua exposição não poderá deixar de ser sórdida para quem dela toma conhecimento.
 (Foto: Olho de Boi, Cacilhas)