Pensamento do dia

“A vida é um perfeito desvio que nem sequer permite
darmo-nos conta do que é que se desvia.”

Franz Kafka

Anúncios

Poema de domingo

All those sleep shapes, crystalline,

that you assumed
in the language-shadow,

to those
I lead my blood,

those image lines, them
I’m to harbour
in the slit-arteries
of my cognition
–my grief, I can see
is deserting to you.


Paul Celan,
Poems of Paul Celan

Avaliação & perfil de competências do docente


Andava ontem a navegar um pouco, quando encontrei caminhos errantes. E um comentário relativo à avaliação dos professores.

De facto, a verdade é que – há que assumi-lo, como dizia o outro, com frontalidade – todos conhecem professores cuja formação científica é demasiado fraca para darem aulas; e que as formações – devido à crescente redução da exigência científica dos cursos e ao chamado lobby das “pedagógicas”, que esconde um pequeno núcleo de disciplinas importantes e efectivamente formadoras sob uma maré de cadeiras vazias e inúteis – não têm conseguido assegurar a imprescindível qualidade científica e maturidade intelectual dos docentes.”

Ao lado desta questão da avaliação dos docentes e, parece-me, de forma prévia, coloco a definição de um perfil de competências do docente.
Julgo-o do domínio do essencial, em ligação a um paradigma de curriculo baseado em competências e de processo que visa a melhoria contínua da qualidade no ensino.
Estabelecendo ponte entre diversos elementos decorrentes do próprio processo de Bolonha. Ou não?!
Conversamos?!