37 anos depois

Centro de Documentação 25 de Abril – Universidade de Coimbra

A Cronologia é importante, ainda que não baste, por si só.

A data é muito mais do que um marco histórico… ou não teremos hoje consciência do significado?!  A liberdade é tida como condição de alguém que está isento de constrangimento – da perspectiva política, a liberdade torna-se possibilidade de um cidadão agir segundo a sua determinação, nos limites da lei . E se a  liberdade de pensamento não precisa de ser protegida, a de expressão, de opinião, de consciência, precisam – porque se realizam no exterior de nós, se concretizam no mundo.

# 1 – Mnemónicas

Uma mnemónica é, basicamente, um auxiliar de memória – frases utilizadas para memorizar listas ou fórmulas, técnicas ou dispositivos que permitem aumentar a capacidade de armazenamento ou evocação do material na memória, particularmente relevantes para associações dificeís que é preciso mesmo memorizar.

Da mesma raíz de Mnemósine (a deusa grega da Memória), a mnemónicaajuda a memorizar e, portanto, a permanecer. Um destes dias, em conversa, descobrimos que recordávamos mnemónicas aprendidas há mais de trinta anos, o que, em si mesmo, revela a durabilidade de uma memorização auxiliada.

Ao caso, era a sequência das fases da mitose:

Perto da Meta, a Ana Telefona – Profase – Metafase – Anafase e Telofase.

ou, em versão curta, PMAT.

Resolvo que este é um tópico eventualmente interessante, especialmente se quem por aqui passa, quiser partilhar mnemónicas de que se lembre….