Pensamento do dia

morning-1884 Edvard Munch

«Na realidade a minha arte é uma confissão feita da minha própria e livre vontade, uma tentativa de tornar clara a minha própria noção da Vida…no fundo é uma espécie de egoísmo, mas não desistirei de ter esperança de que, com a sua intervenção, eu possa ser capaz de ajudar outros a atingir a sua própria clareza .» Edvard Munch

Anúncios

[Lendo] 17 | nas pinturas de Jean-Baptiste Camille Corot

17 Jean-Baptiste Camille Corot, A musa de Virgílio, 1845

1. Woman Crowned with Flowers Reading (igualmente conhecida como The Muse of Virgil) 1845

Camille Corot [Jean Baptiste], Woman reading

2. Woman reading in a landscape, 1869

Camille Corot [Jean Baptiste], woman reading 05

3. Girl reading (igualmente conhecida como Seated Shepherdess Reading) 1855-61

4. Young girl reading, 1868

17 young-girl-reading 1868

Camille Corot [Jean Baptiste], woman reading 03

5. The letter, 1865

Camille Corot [Jean Baptiste], a girl reading

6. A Girl Reading, 1845-50

—-17 Italian Monk Reading, 1826-1828, Jean-Baptiste-Camille Corot.

7. Monk reading, 1826-28

17 Monk-in-White,-Seated,-Reading

8. Monk in White, Seated, Reading

 

Jean-Baptiste Camille Corot (1796-1875)

Artworks

Complete works

Intemporais: Morisot, “Etude au bord de l’eau”. 1864.

Berthe Marie Pauline Morisot (França – 1841-1895). Este quadro não consta na maior parte das listas e catálogos, como este ou neste. Mas é um dos meus preferidos: Etude au bord de l’eau. 1864. Aqui, os quadros e os títulos originais.  Impressionante impressionista francesa.

Dela, escolheria ainda, Lecture (1873) e Cache-cache (1873)

Intemporais: Vermeer, “Rapariga com brinco de pérola”.1655.

Johannes Vermeer (1632-1675), pintor holandês, também conhecido como Vermeer de Delft ou Johannes van der Meer. Os seus quadros são reconhecidos pelas cores, composições inteligentes e o uso da luz. Além da “Rapariga com Brinco de Pérola (1655), escolheria “A rendeira” (1664), “Lady writing a Letter” (1655).

e última obra de Vermeer, intitulada Clio